quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Por que o Bitcoin é a melhor forma de dinheiro já criada?

Ola!
Segue uma nova noticia de 24-08-2016:
"O protocolo Bitcoin existe há mais de 8 anos, mas sua popularização e usos práticos como alternativa às moedas tradicionais emitidas pelos Bancos Centrais só começaram a ganhar força a partir de meados 2013.
Apesar de o bitcoin estar cada vez mais sob os holofotes da mídia, frequentemente sendo classificado como
“dinheiro da Internet” ou  “moeda do futuro”, a tecnologia ainda tem um longo caminho a percorrer com obstáculos importantes a serem vencidos até que o uso cotidiano se torne mais disseminado.

Mesmo com o aumento da exposição midiática, o bitcoin continua apresentando uma baixa taxa de adoção, principalmente atribuída à falta de conhecimento e confiança no funcionamento da tecnologia. Apesar de crescentes, considerando o número de transações e de carteiras criadas, as moedas digitais seguem como um fenômeno de nicho, basicamente composto por homens de alta renda, muito ligados à tecnologia e quase sempre simpatizantes às ideias libertárias.

Muitas dúvidas ainda persistem entre a maior parte das pessoas comuns. Entre investidores do mercado financeiro são tantos os paradigmas quebrados pela lógica de funcionamento do bitcoin, que a maior parte dos financistas sequer entendeu de fato o impacto potencial da criação de Satoshi Nakamoto.

Por outro lado, as crescentes preocupações em relação à saúde do sistema financeiro global têm feito com que um número crescente de novos interessados tenha buscado o bitcoin como alternativa para cenários de crise, como já observamos em 2015 com a instabilidade na Grécia e mais recentemente com a decisão pelo Brexit. A crescente demanda chinesa também se deve a fatores macroeconômicos, que já exploramos em detalhes neste post aqui.
Pra entendermos por que o Bitcoin reúne características para se converter efetivamente como uma forma superior de dinheiro, precisamos esclarecer a forma como o atual sistema financeiro e bancário funcionam.

O sistema bancário tradicional é regido sob forma centralizada, ou seja, todos os usuários e participantes dependem de uma agente que controla, valida e processa as transações, fazendo com que as instituições financeiras sejam responsáveis pelo dinheiro dos clientes.


Além disso, é consenso atualmente entre os investidores que os bancos centrais das maiores economias do mundo são hoje o principal agente de risco do mercado, tendo suas políticas de expansão monetária e crédito farto testadas ao limite e com consequências terríveis no horizonte.

O funcionamento do bitcoin tem um funcionamento oposto a essa lógica, baseado em uma rede descentralizada, transparente e capaz de permitir aos usuários ter o total controle sob seus recursos, sem qualquer interferência de terceiros.
Ao não tomar as devidas precauções no que diz respeito à armazenar seus bitcoins de forma segura, corre-se o risco de perder suas moedas por meio de um ataque hacker, mas diferente dos casos de fraude com cartão de crédito, roubar bitcoins de uma carteira não é tão fácil quanto descobrir informações pessoais  e o número do cartão do cartão de uma pessoa.

Por outro lado, a natureza irreversível das transações de bitcoin costuma ser um motivo de preocupação. No caso de uma transação comercial paga em bitcoin na qual o comprador não fique satisfeito ou não tenha recebido o produto, não existe a possibilidade de forçar um reembolso ou o cancelamento da transação, como no cartão de crédito.

Enquanto meio de pagamento, o bitcoin é uma alternativa muito mais segura e superior em termos de privacidade, uma vez que nenhuma informação pessoal precisa ser trocada entre comprador e vendedor, assim como uma venda paga em dinheiro de papel.

A evolução do mercado e os recentes avanços da tecnologia têm apontado diversas soluções para reduzir as resistências em relação ao bitcoin e ampliar o número de novos usuários.Além da evolução da usabilidade das principais carteiras de bitcoin disponíveis, serviços como os cartões de débito com conversão imediata no momento de cada compra usando saldo da carteira de bitcoin vinculada, são a principal aposta pra ampliar a utilização da moeda digital.

As incertezas relacionadas à estagnação das principais economias do mundo, os limites das políticas monetárias e os riscos de uma grande crise financeira decorrente do estouro da bolha de diversos tipos de ativo tendem a fortalecer ainda mais as características únicas do Bitcoin.

Considerando a quantidade total disponível de dinheiro no mundo, o valor de mercado atual do bitcoin, em torno de US$ 9,2 bilhões, parece irrisório. 

Estamos diante dos estágios iniciais da reinvenção do dinheiro!"

FONTE:
https://www.coinbr.net/blog/por-que-o-bitcoin-e-a-melhor-forma-de-dinheiro-ja-criada/

Nenhum comentário:

Postar um comentário